Interligação em Rede

Comando
Ação
ifconfig Gerencia interfaces de rede.
iptables Administra recursos de firewall (kernel 2.4).
named Faz a tradução entre nomes de domínio e endereços IP.
nameif Atribui nomes a dispositivos de rede.
netstat Imprime o estado da rede.
nfsstat Imprime estatísticas para NFS e RPC.
nsupdate Envia pedidos de atualização de DNS dinâmica.
portmap Faz o mapeamento de daemons para portas.
rarp Gerencia a tabela RARP.
rndc Envia comandos para um servidor de nomes BIND.
route Gerencia tabelas de roteamento.
routed Mantém tabelas de roteamento atualizadas dinamicamente.
rpcinfo Relata informações de RPC.
ruptime Verifica há quanto tempo o sistema remoto está ativo.
rwho Mostra quem está conectado no sistema remoto.
traceroute Rastreia a rota da rede até o host remoto.
wvdial Estabelece conexões de IP dial-up.

VISÃO GERAL DE INTERLIGAÇÃO EM REDE

As redes conectam os computadores para que os diferentes sistemas possam compartilhar informações. Para usuários e administradores de sistemas, tradicionalmente os sistemas Unix têm fornecido um conjunto simples, porém valioso, de serviços de rede que permitem verificar se os sistemas estão funcionando, consultar arquivos residentes em sistemas remotos, comunicar por intermédio de correio eletrônico etc.

Para que a maioria dos comandos funcione por meio de uma rede, cada sistema deve estar executando continuamente um processo servidor em segundo plano, esperando silenciosamente para tratar o pedido do usuário. Esse tipo de processo é chamado de daemon. Exemplos comuns, nos quais você conta para a maioria das funções básicas de seu sistema Linux, são: named (que faz a tradução entre endereços IP numéricos e nomes alfanuméricos mais inteligíveis para seres humanos), cupsd (que envia documentos para uma impressora, possivelmente por intermédio de uma rede) e ftpd (que permite conexões via ftp).

A maioria dos comandos de interligação em rede do Unix é baseada em protocolos da Internet, maneiras padronizadas de se comunicar por meio de uma rede em camadas hierárquicas. Os protocolos variam desde endereçamento e roteamento de pacotes em uma camada relativamente baixa, até localizar usuários e executar comandos de usuário em uma camada mais alta.

Os comandos de usuário básicos que a maioria dos sistemas suporta por meio de protocolos da Internet são geralmente chamados de comandos TCP/IP, nome que se refere aos dois protocolos mais comuns. Você pode usar todos esses comandos para se comunicar com outros sistemas Unix, além dos sistemas Linux. Muitos também podem ser usados para se comunicar com sistemas que não são Unix, pois uma ampla variedade de sistemas suporta TCP/IP.

Esta seção também aborda o NFS e o NIS — os quais permitem compartilhamento de arquivos e informações transparente por intermédio de redes — e sendmail.

Anúncios

~ por 3c0linux em abril 12, 2009.

 
%d blogueiros gostam disto: