Tint2

Tint2, um painel transparente para o Ubuntu

tint2Tint2 é um painel que dispõe a lista das janelas abertas de uma forma bastante agradável e limpa. Apesar de ser um programa escrito para o ambiente gráfico OpenBox3 funciona, também, noutros ambientes, nomeadamente no Gnome, o predefinido do Ubuntu. Para quem gosta de ambientes de trabalho modernos esta é uma excelente opção para preencher o monitor!

Apesar de visualmente ser muito simples, esta aplicação é extremamente versátil. Ela baseia-se num ficheiro de configuração que permite configurar quase cada pormenor, produzindo excelentes resultados.

Tint2

Permite modificar cores, transparências, ícones, tipos e tamanhos de letras, posição e tamanho do painel e muito mais. Existe um pequeno manual que explica o básico acerca deste programa.

Tint2

Instalação

Como esta aplicação não está nos repositórios oficiais do Ubuntu, é necessário instalar por outro meio. Ora, como esta aplicação está no launchpad e existe ficheiros de instalação disponíveis para Ubuntu, o melhor é utilizar os respectivos repositórios. Por isso adicione os repositórios para a sua versão do Ubuntu que se disponibiliza a seguir (se não sabe como adicionar repositórios visite esta página):

Repositórios para o Ubuntu Hardy Heron (Ubuntu 8.04)

deb http://ppa.launchpad.net/killeroid/ppa/ubuntu hardy main

deb-src http://ppa.launchpad.net/killeroid/ppa/ubuntu hardy main


Repositórios para o Ubuntu Intrepid Ibex (Ubuntu 8.10)

deb http://ppa.launchpad.net/killeroid/ppa/ubuntu intrepid main

deb-src http://ppa.launchpad.net/killeroid/ppa/ubuntu intrepid main


Repositórios para o Ubuntu Jaunty Jackalope (Ubuntu 9.04)

deb http://ppa.launchpad.net/killeroid/ppa/ubuntu jaunty main

deb-src http://ppa.launchpad.net/killeroid/ppa/ubuntu jaunty main


Depois adicione a chave de autenticação do repositório (é igual para os três sistemas), escrevendo no terminal o seguinte:

sudo apt-key adv –recv-keys –keyserver keyserver.ubuntu.com C4412AEB3B1D5F58E8149B7DD9DAAF25C26CCF8E


De seguida deve actualizar as listas de programas via “Gestor de pacotes Synaptic” ou escrevendo no terminal:

sudo apt-get update

Depois já poderá instalar o programa, clicando aqui, ou via terminal:

sudo apt-get install tint2


Para os utilizadores de versões do Ubuntu anteriores à versão 8.04 ou de outras distribuições é necessário compilar o código fonte do programa. Para mais informação relativa, visite este link.


Executar o Tint2

Apesar do site referir que na primeira vez que o Tint2 é executado, é criado um ficheiro .conf numa pasta da home que contém a configuração do visual do programa, isso não aconteceu nos dois computadores que tenho. Por isso, sempre que abrir o o Tint2 terá de utilizar como argumento um ficheiro .conf, utilizando esta nomenclatura no terminal:

tint2 -c ficheiro.conf

Para testar o programa pode utilizar os exemplos que já vêm com a instalação, por exemplo, experimente escrever o seguinte no terminal:

tint2 -c /usr/share/doc/tint2/examples/tintrc01

Existem mais quarto exemplos na mesma pasta…


Como configurar o tint2

Tal como referi no início do artigo, o tint2 permite ser modificado através de um ficheiro de configuração, que depois é utilizado como argumento ao iniciar o programa. Através deste ficheiro é possível editar para quase qualquer visual que o utilizador queira, bastando, para tal, um pouco de imaginação e  conhecer as variáveis que o programa reconhece para se apresentar.

Ir para o tutorial oficial do Tint2

Como o número de  variáveis é elevado, não explicarei como configurar o tint2. No entanto, apresento um link que mostra todas as variáveis e ainda inclui um exemplo que o utilizador poderá editar para começar a experimentar novos visuais:

http://code.google.com/p/tint2/wiki/Configure


Tint2 no arranque do Ubuntu

Para pôr o Tint2 a arrancar com o Ubuntu, precisa de utilizar o programa “Preferências de Sessão” (Sistema→Preferências→Sessões). Quando o abrir, clique no botão “Adicionar” e, na nova janela preencha de seguinte forma:

Nome: Tint2

Comando: tint2 -c /usr/share/doc/tint2/examples/tintrc01

Configurar o Tint2 no arranque

O comando supõe  que você quer ter a configuração do primeiro exemplo do Tint2 (tintrc01). Caso prefira outra configuração, precisará apenas de mudar o caminho.


Resolver incompatibilidade com as sombras do Compiz

Se tiver os efeitos do Compiz activos, em princípio tem, também o plugin das sombras activo. Ora, estas sombras são aplicadas, também, ao tint2. Como o tint2 utiliza transparências “falsas” estas são “desmascaradas” pelas sombras do Compiz resultando em algum deste género:

Incompatibilidade do tint2 com as sombras do Compiz

Para resolver este problema de incompatibilidades, basta indicar ao Compiz para não aplicar as sombras a este programa, ou seja, precisa de abrir o “Sistema de Configuração do Compiz” (Sistema→Preferências→Sistema de Configuração do Compiz), clicar em “Window Decoration” e, na opção “Shadow Windows“, acrescentar:

& !title=tint2

Caso nunca tenha mudado estas opções, o resultado dessa caixa de texto será o seguinte:

any & !title=tint2

Tint2 sem a incompatibilidade


Resolver incompatibilidade com o Emerald

Tal como o problema anterior, o Emerald aplica as decorações ao tint2. Para evitar este problema basta fazer o mesmo na mesma secção do Compiz, ou seja, abra o “Sistema de Configuração do Compiz” (Sistema→Preferências→Sistema de Configuração do Compiz), clique em “Window Decoration” e, na opção “Decoration Windows“, acrescente:

& !title=tint2

Tint2 em conflito com o emerald

Caso nunca tenha mudado estas opções, o resultado dessa caixa de texto será o seguinte:

any & !title=tint2

Tint2 sem o conflito com o emerald

Anúncios

~ por 3c0linux em março 3, 2009.

 
%d blogueiros gostam disto: