Gravando múltiplos DVDs em um único disco

Os DVDs mais comuns são conhecidos como DVD-5 [1] e possuem a capacidade de armazenamento de 4.7 GB. Esse tipo de DVD atualmente possui um melhor custo benefício e portanto será utilizado em nosso processo final de gravação.

Os vídeos deste estudo são documentários que estão em 2 DVDs-5 sem proteção criptográfica. Esse fato é importante pois se estivessem criptografados não seria possível copiá-los para o HD sem uma intervenção de softwares de Ripagem. Esses 2 vídeos possuem duração total de 3 horas e 54 minutos.

Hardware utilizado: processador Pentium4 3GHz, 512 Mb de Ram e uma placa de vídeo GEForce4.
Software utilizado: kernel 2.6.20-15, Ubuntu 7.04, DEVEDE 3.2, K9Copy 1.1.0 e K3B 1.0.3.

Fluxograma utilizado

Detalhamento do Fluxograma

1. Copia os vídeos VOB do DVD para o HD

Esse processo copia os arquivos VOB (Video Objects) para o HD. Esses arquivos possuem a extensão .vob e estão dentro da pasta VIDEO_TS do DVD. Esses arquivos contêm o vídeo, o áudio e subtítulos do DVD.

2. Utilizar mais algum DVD

Sem comentários.

3. Autora o DVD com “DEVEDE”

O processo de autoração serve para alterar características originais dos vídeos. Aqui poderemos incluir um menu personalizado, adicionar legendas, incluir botões, alterar a taxa de áudio e de vídeo, escolher o formato Palm/Ntsc, o formato final Dvd/Vcd/Svcd/Divx, etc. Nesse processo utilizaremos o software conhecido como “DEVEDE” [3].

As características escolhidas no estudo para o “DEVEDE” [3] são as seguintes: formato final de saída DVD-5, menu personalizado com 2 botões (cada um deles aponta para um dos vídeos originais), formato do menu Ntsc e ação criar estrutura de disco. As demais características foram deixadas como padrão.

É importante ressaltar que o processo de autoração além de ter um tempo de elevado de processamento também consome muito espaço em disco. Em nosso caso o processo de autoração foi finalizado em aproximadamente 4 horas e consumiu aproximadamente 15 GB do disco.

4. Autoração menor que 4.7 GB

Sem comentários.

5. Ripa em 4.7 GB com “K9Copy”

O resultado final dessa autoração foi maior que a capacidade de 4.7 GB de nosso DVD de destino. Portanto utilizamos o software de ripagem conhecido como “K9Copy” [4] para gerar uma nova estrutura mais compacta para permitir utilizarmos a mídia de DVD-5. Vale lembrar que a qualidade final do vídeo final será afetada por esse processo também.

A única característica alterada no “K9Copy” [4] foi para que se manter os menus originais. O processo final desse sofware obtivemos uma imagem ISO.

6. Grava o DVD com “K3B”

Com a imagem .ISO ou com a estrutura definida no passo 3 já podemos utilizar software de gravação conhecido como K3B [5]. Esse software realiza o processo final e transfere o vídeo do disco para o DVD.

Conclusão

O resultado final do processo gerou um vídeo com uma qualidade aceitável no computador porém o teste feita na TV, demonstrou uma perda de qualidade em algumas cenas que possuem movimento. Essa perda de qualidade provavelmente foi gerada devido a compactação feita durante todo processo – compactação necessária para se colocar 3 horas e 54 minutos de vídeo em apenas um DVD-5. O uso de outros softwares livres de Autoração e de Ripagem poderiam melhorar a qualidade final do vídeo mas infelizmente não houve tempo hábil para um teste mais abrangente.

Anúncios

~ por 3c0linux em agosto 6, 2008.

 
%d blogueiros gostam disto: